Wednesday, August 15, 2007


Mulher Três em Um
Auxiliadora idônea
Virtuosa
Submissa

Quando Deus criou o homem, Ele já sabia que também faria a mulher para ser sua companheira. Ela seria uma “auxiliadora idônea”, alguém capaz de compartilhar todas as situações com o homem, encorajando-o, apoiando-o, etc.

O homem quando viu sua mulher pronta, sabendo que ela havia sido retirada dele próprio, chamou-a varoa pois do varão havia sido tomada e alegrou-se sobremaneira!

Para criar essa mulher Deus fez a primeira cirurgia com anestesia geral da terra e olhe que nem cicatriz ficou!
Deus então define o que seria o casamento:
Portanto deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão uma só carne. Génesis 2:24

No entanto Eva, a primeira mulher, não agiu como uma auxiliadora idônea ao oferecer ao seu marido o fruto da árvore proibida…
Que pena! Ela trocou tudo o que possuía por uma fruta…

Já a esposa de Noé sim, foi realmente uma auxiliadora idônea, apoiando e colaborando com seu marido enquanto ele construía um barco (a arca), em terra seca, longe do mar e em um mundo onde jamais havia chovido…
Tempos depois Sara quis dar uma “mãozinha” a Deus, já que não conseguia ter filhos e pediu a seu marido que tivesse um filho com sua escrava Hagar, a egípcia. Conclusão, anos mais tarde ela concebeu, teve seu próprio filho (Isaque) e exigiu que Abraão se livrasse da escrava com o filho. Deus no entanto prometeu que daquele filho de Abraão (Ismael) faria uma grande nação também e o resultado é que até os nossos dias essas duas nações se digladiam, os descendentes de Ismael, o filho da escrava que é o pai dos árabes julgam-se primogênitos de Abraão e os judeus que são os filhos da promessa feita por Deus ao patriarca, nascido dentro do casamento. Ou seja, Deus não precisa da nossa “mãozinha”…

Em Provérbios 31 o rei Lemuel descreve a “mulher virtuosa”:
Ela tem grande valor
É uma pessoa confiável
Faz bem e não mal ao marido todos os dias da sua vida, ou seja, tem um compromisso eterno com ele
É ativa e trabalhadora
Gasta com sabedoria
Tem sua casa sob controle
Socorre aos necessitados
Seus valores são corretos
Ela não tem preguiça
É sábia e bondosa

Ela é elogiada por seus filhos e marido.
Mesmo se ninguém a louvasse, suas próprias obras o fariam!

O que é necessário então para ser uma “mulher virtuosa”?
Ter as prioridades em ordem
Nutrir um relacionamento com Deus
Dar assistência ao marido
Cuidar da casa e dos filhos
Ter outras atividades se, como e quando seu tempo e forças permitirem.

Temos como mulheres uma missão grandiosa:
Preparar a nova geração!

Nenhum trabalho é tão criativo e diversificado quanto o de esposa e mãe. Nada realiza mais uma mulher do que aquilo que Deus tem preparado para ela. Não precisamos sair de casa para nos realizarmos.
Como esposa e mãe temos oportunidades de sermos:
Enfermeiras
Administradoras
Motoristas
Psicólogas
Professoras
Decoradoras
Economistas
Nutricionistas
E sabe Deus quantas funções mais!

Toda “auxiliadora idônea” é uma “mulher virtuosa” e toda “mulher virtuosa” é… SUBMISSA.

Semelhantemente vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos; para que também, se alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavra pelo procedimento de suas mulheres, considerando a vossa vida casta, em temor.
O vosso adorno não seja o enfeite exterior, como as tranças dos cabelos, o uso de jóias de ouro, ou o luxo dos vestidos, mas seja o do íntimo do coração, no incorruptível traje de um espírito manso e tranquilo, que és, para que permaneçam as coisas. 1 Pedro 3:1-4

Uma esposa com um espírito manso e tranquilo é o remédio que o marido precisa. O versículo trata de um marido incrédulo, mas serve perfeitamente para os afastados ou que estão em desobediência em qualquer área da vida.

A mulher submissa deve dar opiniões, fazer comentários, aconselhar, mas lembrando sempre que a decisão, a última palavra é de seu marido. Ele é o cabeça, o líder do lar.
E se o tempo mostrar que ela estava com a razão, jamais dizer: “Eu não falei?”

A mulher sábia edifica a sua casa, mas a insensata com as próprias mãos a derruba. Salmos 14:1

Para terminar:

Igualmente vós, maridos, vivei com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais frágil, e como sendo elas herdeiras convosco da graça da vida, para que não sejam impedidas as vossas orações. 1 Pedro 3:7
Que Deus, nosso Amado Pai, derrame bênção sem medida sobre cada um. Amém.
Laiz Vidal - Ribierão Preto - SP - Brasil

2 comments:

Nanny said...

Amada, amei teu blog.
Parabéns pela dedicação!
Beijinhos,
Nanny

Amanda said...

Oi amiga !
A Paz do Senhor Jesus!
Achei seu blog o máximo, e gostei mto desse texto.
Voltarei sempre, Beijos e fique com Deus!
Fly Amanda Matos
www.desabafoerecomeco.blogspot.com